extremelly
Conheça um pouco mais sobre cabelos afro e cacheados + dicas!

header_CABELOSAFRO_extremelly

Muito se fala de tudo em relação aos cabelos ondulados, cacheados e crespos e afro. E cada curvatura de fios tem suas variações, seguindo uma tabela brasileira fica fácil entender cada tipo de cabelo e assim tratar de forma adequada.

Lembrando sempre que no Brasil a miscigenação é em todo território, então muito que se encontra aqui, vem de outras regiões estrangeiras, cada um com a suas peculiaridades e padrões estabelecidos por conta da própria curvatura. Encontramos na África por exemplo cabelos crespos de textura grossa e muito resistentes,  porém encontramos no Brasil uma boa parte de cabelos afros, finos e frágeis.

No cabelo afro, os fios geralmente são escuros, e o crescimento mais lento de todos, cerca de 0,9 cm por mês. Por outro lado é um pouco mais denso do que o cabelo liso. Seu folículo está implantado quase paralelo ao couro cabeludo, chegando a torcer-se em torno de si à medida que cresce.

O cabelo liso detém o recorde de velocidade de crescimento com 1,3 cm por mês. Por outro lado, tem menor densidade do que qualquer um dos outros grupos étnicos. A maneira como seu folículo está implantado faz com que o cabelo cresça em linha reta, perpendicular ao couro cabeludo.

No que diz respeito a taxa de crescimento o cabelo caucasiano ou ondulado vem entre os outros dois com 1,2 centímetros por mês, mas tem, a mais elevada densidade de todos. Ele cresce à um ângulo oblíquo ao couro cabeludo e é ligeiramente curvado.

Quer seja liso, ondulado, crespo ou encaracolado, um fio de cabelo é sempre um fio de cabelo, pois a sua composição  básica (em maior parte queratina) é sempre a mesma.Por outro lado, a forma do cabelo varia enormemente.

Estudos indicam que a maneira a qual o folículo está implantado e sua posição no couro cabeludo determinam a forma natural do cabelo. Sendo assim, podemos dizer com certeza, que estes dois elementos funcionam como um molde, dando ao cabelo a sua forma a partir do momento em que é produzido.

E com toda essa estrutura temos situações adversas como o temperismo, as quimicas capilares e cabelos étnicos são visto como cabelos mais frágeis e finos ou seja mais sensiblizados e isso é um fato veridico mesmo. Mas o que fazer para manter os tão sonhados fios ondulados saudáveis?

Em um momento do qual estamos vivendo que as mulheres estão passando pela transição capilar e assumindo seus lindos cabelos encaracoladdos temos que ter um cuidado maior e entender bem essa estrutura e suas necessidades.

Um cabelo étnico tanto a pessoa como o profissional precisa diagnosticar suas necessidades e das quais a maioria das vezes a deficiencia é a falta de usar produtos especificos para suas madeixas e de forma correta.

 

Então vamos às dicas, amigas cacheadas:

  •  Lave os cabelos sempre que houver necessidade, pois lavar poucas vezes  os fios não é uma boa opção principlamente quando expostos a tanta poluição não é saudável. Então lave e que com secador utilizando o difusor ou deixe secar natural;
  •  Shampoo e condicionador são produtos para serem 100% enxaguados, não deixe residuos de condicionador para abaixar ou porque tem que ser assim. Um cosmetico desenvolvido para ser retirado de fato tem que ser sim muito bem enxaguado;
  •   A Extremelly Cosmetics tem a linha Cachos que foram desenvolvidas especialmente para cuidados com os cabelos Afro e Cacheados! Ela é rica em óleos, ácidos graxos, proteina e vitaminas. Possui bioativo vegetal retirado da chia e linhaça que permite a formação e a manutenção dos cachos com efeito natural e modelados por muito mais tempo, nutre e reestrutura as cutículas danificadas, proporcionando brilho e maciez aos fios.

Os cabelos cacheados tendem a ser mais fragilizados, então cerque-se de cuidados para repor a falta desses nutrientes!

Tudo é permitido fazer em madeixas crespas, onduladas e cacheadas, mas devemos ter a consciência das necessidades de repor esses nutrientes. cabelos étnicos são desprovidos da lubrificação natural, então meninas se preocupem com o comprimento e pontas mais não esqueçam da raiz e couro cabeludo!

 

Texto e dicas por: Educadora técnica Silvia Guimarães.